Ontem 22/09 estacionei meu veículo ao lado da Igreja Matriz.

Estava trabalhando voluntariamente na ação de rua do Partido NOVO 30.

Comprei o papel do rotativo, paguei R$ 4,00 por 2 horas. Preenchi corretamente todas as informações solicitadas no documento e coloquei-o no painel do veículo.

Placa DKO 4009 Dia 22 Mês Set Hora da chegada 10:00 Minutos 00.

Por volta das 11:55 fui em direção ao veículo e notei a presença de uma agente fiscalizadora (bolsista ID 4688) que estava preenchendo uma Ocorrência (aviso de tolerância No 1282110 (Multa) com a seguinte justificativa:

Opção (P) Outros: Campo minutos inelegível

Questionei a bolsista ID 4688: Que horas são? e respondi: Não é meio dia(12:00). Cheguei às 10:00 meu cartão é de 2 horas, portanto é incorreto a aplicação da multa. O campo minutos que a bolsista insistiu que estava “inelegível”(?) porque o papel escorregou um pouquinho para dentro do painel e não dava para visualizar os minutos) neste caso não fazia a mínima diferença já que o campo HORA DA CHEGADA estava visível e tinha o direito de permanecer no local.

Por fim a “infração” foi lavrada com horário 11:59.

O que temos em São Bernardo e em outras cidades do Estado de São Paulo e do Brasil é uma GRANDE FÁBRICA DE MULTAS E AGENTES FISCALIZADORES DESPREPARADOS QUE PREJUDICAM E DÃO PREJUÍZO AOS CIDADÃOS.

Fui até o posto na rua Marechal e paguei os R$ 20,00 para que a infração não fosse convertida em multa e pontos na CNH. Lá encontrei uma fila de pessoas revoltadas com a aplicação das infrações.

Ricardo Garcia – Munícipe

São Bernardo do Campo-SP

Posted by:Ricardo Garcia

Cidadão São Bernardense, Empreendedor, Empresário.