Como um Diretor de Investimento da Braskem (empresa que fez acordo de leniência, empresa corrupta) pode ser Diretor Geral da Agência Nacional de Petróleo Sr Presidente Bolsonaro??



Acesse o link: https://www.youtube.com/watch?v=vMwdNcDeNbY

(a partir do tempo -6:00)

 



Início do mandato (quatro anos): 23/12/2016

Currículo Décio Fabricio Oddone da Costa

Décio Fabricio Oddone da Costa (RS, 1960) é formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e estudou engenharia de petróleo na Petrobras. Cursou o Advanced Management Program na Harvard Business School e o Advanced Management Programme no Insead. Recebeu o título de doutor honoris causa em Educação da Universidad de Aquino, na Bolívia.

Participou da equipe da Petrobras pioneira na perfuração de poços de petróleo em águas profundas nos anos 1980. Trabalhou na Petrobras e subsidiárias no Brasil, Angola, Líbia, Bolívia e Argentina. Foi presidente da Petrobras Bolivia S.A. de 1999 a 2004.

De 2004 a 2008, foi Gerente Executivo responsável pelas atividades internacionais da Petrobras no Cone Sul. Foi conselheiro e posteriormente presidente do conselho de administração da Petrobras Energía S.A., empresa com sede na Argentina e atividades em diversos países da região, da Petrobras Energía Participaciones S.A., holding com ações negociadas nas bolsas de Buenos Aires e Nova Iorque, e conselheiro e presidente do conselho de administração de outras empresas do Sistema Petrobras.

Em fevereiro de 2008 tornou-se Chief Executive Officer da Petrobras Energía S.A. Foi conselheiro da Petrolera Entrelomas S.A. e presidente do conselho de administração da Innova S.A., empresa localizada no polo petroquímico de Triunfo, RS.

Entre fevereiro e maio de 2010 foi Assessor do Presidente da Petrobras. De maio de 2010 a maio de 2015 foi, indicado pela Petrobras, vice-presidente de Investimentos da Braskem S.A. Foi conselheiro e presidente do Conselho de Administração da Braskem-Idesa S.A.P.I., joint-venture com a empresa mexicana Idesa que construiu um complexo petroquímico no México. Foi conselheiro da Refinaria de Petróleo Riograndense S.A. e da quantiQ S.A

Aposentado da Petrobras, ingressou na Prumo Logística S.A. em junho de 2015, como diretor de Projetos de Óleo e Gás, posição que deixou em novembro de 2016 para assumir a Diretoria Geral da ANP.