Líder de Paulo Serra repudia Bolsonaro, mas não seu prefeito pelo mesmo motivo.

Em total falta de coerência, o Vereador Fabio Lopes de Santo André, conforme noticiei , fez uma moção repudiando o Presidente Jair Bolsonaro por não ter tornado obrigatória a prestação de serviços de psicologia e de serviço social nas redes públicas de educação básica.

A questão é que Fabio Lopes é líder de Governo do Paulo Serra, é uma espécie de porta voz do prefeito na Câmara Municipal.

E educação básica é dever da prefeitura, se o vereador repudia o veto que o presidente Jair Bolsonaro fez a obrigatoriedade da prestação de serviços de psicologia e de serviço social no município, ele deveria já fazer um projeto de lei obrigando o prefeito Paulo Serra a manter psicólogos e assistentes sociais nas escolas.

E não basta apenas apresentar projeto de lei, tem que fazer passar, já que é o líder de Governo.

2 comentários

  1. É competência federal através do MEC criar regras para a educação.
    Qualquer alteração modificado pelo município é contrário a CF.
    E impossibilita a utilização da verba da educação.
    Antes de postar alguma coisa, precisa estudar um pouco mais. Qualquer coisa, entra em contato que eu te explico um pouco mais sobre a lei.

    Curtir

    1. Amo estudar e adorei sua recomendação. Mas para fazer contato preciso saber quem é você, seu telefone, email enfim. Quer que faça contato como? Sinal de fumaça?

      Curtir

Os comentários estão encerrados.