O juiz da 2ª vara da Fazenda Pública de Santo André, Marcelo Franzin Paulo, acatou ação popular proposta pela Advogada Silmara Cristiane da Silva Pompollo, e condenou a vereadora de Santo André, Elian Santana, a devolver os salários que ela havia recebido quando esteve afastada da vereança por decisão da Justiça Federal.

A vereadora é apontada como a líder de uma organização criminosa que provocou rombo de R$ 170 milhões nos cofres do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

O esquema, segundo o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, “era coordenado a partir do gabinete de Elian para antecipar a obtenção da aposentadoria” principalmente de Servidores do Banco do Brasil.