TCE aponta que em 2017 Orlando nomeou 91 pessoas de forma ilegal.

O TCE ao aprovar as contas de 2017 de Orlando Morando apontou que ele nomeou 91 pessoas de forma ilegal em cargos comissionados, que não possuem características de direção, chefia e assessoramento, portanto burlando o concurso público.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: